O que é um Stop? E pra que serve!

O que é um Stop? Ele é a mesma coisa que f-stops? Como são medidos? São contados da mesma forma para diferentes ajustes de exposições? São úteis?

Estas são provavelmente as perguntas mais comuns para quem esta começando no mundo da fotografia. E são ótimas perguntas, até porque todos os conceitos de uma boa exposição podem deixar qualquer bem confuso.

Para aqueles que já foram apresentados ao termo a informação de que um Stop pode significar o dobro ou a metade da luz procede.

Mas provavelmente nunca te foi dito como tudo isto funciona em relação aos ajustes de câmera.

Este artigo tem por fim te mostrar como o conceito de Stop serve como uma moeda comum para a exposição, e permite que você a controle totalmente.

E que esta moeda é bem mais simples do que você imagina, por se tratar de uma ferramenta de simplificação de pensamento.

Do começo. O que é um Stop? E pra que serve!

Estou usando o termo “moeda comum” para descrever o que são Stops. E para ilustrar melhor a analogia vamos imaginar que estamos falando de grana.

Se você vende galinhas, eu vendo maçãs, e outra pessoa vende tijolos, como todos nós nos entendemos na de fazermos negocio.

E se a pessoa que vende os tijolos não valorizasse suas galinhas tanto quanto eu?

Com certeza tudo viraria uma grande bagunça. E dai conceito de grana surgiu.

Com este conceito, de moeda comum, aplicado agora todos podemos valorizar nossos itens baseados neles.

E como bem sabemos não é de hoje que dependendo do conceito de grana, pra mais de um aspecto de nossas vidas.

Da mesma forma que entramos em um impasse com tijolos VS galinhas, na fotografia temos um impasse entre o tamanho da abertura VS o tempo do obturador pro exemplo.

Ou como valorizar estes dois em relação a sensibilidade do nosso sensor, ou filme, a luz?

Não é toa que aqui entra o conceito de moeda comum, ou Stops, que vai equilibrar tudo!

Stop fotografia

Esta tudo isto como uma pré condição pra domina sua câmera e controlar sua exposição.

Entender isso é uma pré-condição necessária para dominar a câmera e controlar o processo de exposição.

Esperemos que isso irá ajudá-lo a compreender melhor seus controles de exposição. Primeiro, vamos dar uma breve olhada em cada um deles e mostrar como eles são medidos em paradas. Depois disso, vamos começar a usá-los juntos.

Shutter Speed (Obturador)

A velocidade do obturador é uma medida de tempo. Como você provavelmente já sabe, quando você abrir o obturador, a câmera está recolhendo, recebendo, luz direto no sensor ou filme.

E ver melhor como ele funciona sugiro que leia este artigo aqui;

Stop fotografia

Os segmentos neste gráfico são incrementos de 1 Stop. Novamente, um Stop refere-se a permitir que o dobro da luz entre, ou corte-a pela metade.

Lembre-se de que a velocidade do obturador é uma medida de tempo, então a duplicação do tempo em que o obturador está aberto é a mesma coisa que uma duplicação da luz.

Portanto, por exemplo, um movimento de 1 / 250th de um segundo para 1/125 é uma mudança de um Stop.

Você duplicou o tempo que o obturador está aberto, assim você também duplicou o valor de exposição.

Algo que pode confundi-lo é que sua câmera não altera as configurações (cada clique do seu dial) em incrementos de 1 ponto.

A maioria das câmeras está configurada para se mover em incrementos de 1/3 de ponto. Então, ao invés de passar de 1/250 para 1/125, cada clique do dial em sua câmera irá mover apenas parte do caminho.

E dependendo de como sua câmera esta configurada pode demorar até 3 cliques no dial para chegar a 1 Stop completo.

Aperture (Abertura)

Agora vamos olhar para isso no conceito de abertura. Como você provavelmente sabe, a abertura é o buraco na lente que permite a luz através da câmera, e que ele é ajustável.

Fazendo com que o buraco fique maior você permite que mais luz entre na câmera; E tornando ele menor você permite que menos luz entre.

As medições de abertura podem ser bem confusas. Pra começar, esta medição é realmente o tamanho da abertura em comparação a distancia focal, onde o F de uma lente é razão da distancia focal dividida pela diâmetro da abertura.

Isso faz com que seja uma relação ou figura recíproca, o que significa que quanto maior a abertura menor será a medição e vice-versa.

Em segundo lugar, diferentes lentes têm diferentes valores máximos e mínimos de abertura. Com isso em mente, aqui estão os valores de abertura mais comuns:

Stop fotografia

Novamente, lembre-se de que sua câmera provavelmente está configurada para alterar os valores em incrementos de 1/3 de Stop.

Assim, por exemplo, sua câmera não vai diretamente de f / 5.6 para f / 8.0. Em vez disso, ele provavelmente irá de f / 5.6 para f / 6.3 depois  f/7.1 e então  f / 8.0, enquanto você clica no dial.

Estou ignorando o conceito de profundidade de campo aqui porque não é importante para os propósitos desta discussão.

Tudo o que importa agora é converter essas medições em Stops. Logo, o que fizemos aqui é converter uma medida de tamanho em uma Stops.

Isso significa que podemos facilmente compará-lo com as mudanças de velocidade do obturador como vimos acima. Também seremos capazes de compará-lo com as mudanças no ISO.

ISO

Finalmente, chegamos ao ISO, nosso terceiro controle de exposição. Esta é uma medida da sensibilidade do sensor digital da sua câmera à luz.

Torná-lo mais sensível à luz aumenta a exposição, mais também pode elevar o nível de ruídos  em sua fotos.

E o contrario é totalmente valido, diminuindo o ISO diminui-se a sensibilidade do sensor assim como o nível de ruído.

Aqui estão os valores ISO comuns em incrementos de 1 Stop:

Stop fotografia

Como você pode ver a partir do gráfico acima, a capacidade de mudar ISO é bastante limitada.

Considerando que há 18 paradas dentro da faixa de velocidades comuns do obturador, no ISO existem apenas sete

Hoje no mercado existem câmera que conseguem tem um ajusto de ISO em níveis astronômicos, como ISO 12.800, 25.600 ou até maior.

Porém em sua maioria elas acabam trazendo muito ruído para as fotos, principalmente em ajustes acima de ISO 3.800.

De qualquer forma agora todos os ajustes falam a mesma liga, STOPS, então assim fica muito mais fácil traduzir para cada ajuste o que você precisa.

E diferente da abertura, entender o ajuste do ISO em stops é muito mais simples, logo, se tenho ISO 100 e quero subir um Stop basta colocar em ISO 200, e assim por diante.

Hora da verdade, colocar tudo junto

Agora que você já esta familiarizado com o conceito de Stop para cada ajuste da exposição,  que tal por todo mundo junto.

Agora que nós cobrimos o conceito de paradas para cada um dos três controles de exposição, estamos prontos para falar sobre eles juntos.

A chave para entender aqui é que 1 Stop, é 1 Stop e pronto. Ele valera igual para a abertura, velocidade do obturador ou ISO.

Dito isto, subir um Stop na velocidade do obturador é a mesma coisa que abrir sua abertura em um Stop, que por sua vez é a mesma coisa que aumentar o ISO em 1 Stop.

Mais por que saber o que é um Stop é tão importante?

Bom a resposta é simples, por absolutamente todo vez que você for fotografar você vai ter que ajustar sua câmera. E saber esta regra simples vai te permitir maior controle sobre sua exposição.

Um belo exemplo:

Você quer aumentar a profundidade de campo, e par isto você sabe que precisa de uma abertura menor. Só que escolhendo uma abertura 2 Stops mais estreita isto sua imagem fica  sub-exposta.

Usando o conceito de Stop basta ir até o ajuste do obturador e permite que mais luz entre, ou seja diminuir a velocidade em 2 Stops, e pronto. Só que agora a sua imagem ficou borrada, por conta do shutter muito lento.

Logo, você pode voltar o obturador ao ajuste que estava e usar um ajuste de 2 Stops no ISO para resolver o problema, ou ainda ajustar 1 Stop em cada um deles, obturador e ISO.

Bom é isto ai!

Deixe seu comentário ai embaixo!