Algumas CSCs (compact system camera, ou câmera mirrorless) são mais compactas que outras enquanto outros oferecem uma riqueza de recursos sofisticados.

Neste teste em grupo foram colocadas a prova 6 das melhores câmeras mirrorless do mercado e agora você o resultado e irá descobrir qual deles é mais indicada para você e para seu bolso.

cameras mirrorless

Com certeza todo o sistema de espelhos e viewfinder de uma DSLR adicionam peso e volume as câmera.

Já as câmeras CSC, ou câmera mirrorless, se privam de alguns destes recursos visando ser um equipamento mais leve e compacto, deixando de lado a seção dos espelhos, mirror box, de fora de sua construção.

O resultado líquido é uma câmera relativamente compacta, menor e mais leve do que uma SLR digital tradicional, mais ainda mantém o benefício de lentes intercambiáveis.

Muitas câmeras mirrorless top de linha do mercado oferecem todos os controles de uma full frame DSLR inclusive o tamanho do sensor.

A ênfase para as câmeras neste teste não é tanto sobre a redução no tamanho ou compacidade, mas simplesmente entregar uma ótima câmera que permite que a fotografia criativa. Vamos dar uma olhada no que todas as câmeras têm para oferecer …

Câmera mirrorless, as competidoras

Fujifilm X-T1, R$7000,00
disponível nas cores preto ou grafite, com sensor 16.3MP APS-C a XT-1 daFujifilm serve um banquete de controles e um monte de truques novos.

Leica MP (typ 240), R$30.000,00
A câmera rangefinder clássico em seu mais recente disfarce digital com um sensor CMOS de 24MP full-frame. Quem precisa de foco automático?

Olympus OM-D E-M1, R$ 7000,00
Pequena, resistente e bem construída, com 16.3MP E-M1 é motivo de orgulho para a Olympus.

Panasonic Lumix DMC-GH4, R$ 7500,00
Uma camera 3/4 peso pesado com sensor de 16.1MP a GH4 amplia suas opções com gravação de vídeo em 4K.

Samsung NX1, R$ 8500,00
O cavalo de corrida mais recente da Samsung é uma câmera de formato APS-C de 28.2MP com um busrt rate de 15fps e uma impressionante captura de vídeo.

Sony Alpha 7 Mark II, R$ 9000,00
A segunda edição deste 24MP Sony é a primeira câmera full-frame com recurso de estabilização com deslocamento de sensor.

Melhor câmera mirrorless: Fujifilm X-T1

câmera mirrorless

Fujifilm X-T!

A nova edição ‘grafite’ da Fuji X-T1 adiciona funcionalidades que a edição anterior preta também recebeu através de uma atualização de firmware. Novos truques incluem uma opção de menu para alternar entre o obturador mecânico e um obturador eletrônico, com velocidades de até 1 / 32.000 seg.

Há também um suplemento clássico Chrome para a gama de emulações de filmes, além de uma opção Natural Live View, que exibe previews como a natureza, em vez de aplicar quaisquer efeitos na câmera.

A próxima atualização de firmware V4 vai levar a câmera ainda mais longe, com maior precisão de focagem automática além de uma série de outras melhorias.

O X-T1 embala um sensor APS-C com uma contagem de pixels modesta de 16.3MP, rápida sistema de focagem hibrido, fase / contraste. Tudo isto em um corpo de liga de magnésio resistente às intempéries.

Infinidade de mostradores da X-T1 torna mais fácil para os fotógrafos para chegar a quase qualquer definição de disparo avançado sem ter que navegar menus.

Isso é bem-vinda, considerando-se o LCD não é um touch screen, mas ele tem regulagem de inclinação para fotos em ângulos baixos.

Conectividade Wi-Fi direto na maquina, ao contrário do módulo de flash, que é fornecido por uma unidade externa.

Desempenho
Controles sofisticados são acompanhados por um forte desempenho. A focagem automática é rápido, e a medição é precisa e consistente.

câmera mirrorless

Exemplo de imagem da Fujifilm X-T1

Características: 4/5
Construção / Manipulação: 5/5
Qualidade de Imagem: 5/5
Valor: 5/5
Média: 5/5

Melhor câmera mirrorless: Leica MP (typ 240)

câmera mirrorless

Leica Mp (typ 240)

A marca Leica tem sido objeto de muitas discussões acaloradas ao longo das décadas, e a MP parece a câmera mirrorless certa para continuar essa tradição.

Alguns simplesmente não serão capazes de entender como em pleno século 21 exista uma câmera digital na qual você só pode ajustar foco e abertura através das lentes.

Conectividade de Wi-Fi e controle de toque são completamente inexistentes e a sensibilidade ISO parece estar atrofiada. ISO de 200 – 3,200 (100- 6,400 quando expandido)

O preço também será um grande ponto a se discutir, com uma lente  f.2 / 35mm esta câmera pode chegar fácil aos R$35.000,00.

Tanto a parte superior quanto a inferior são feitas de latão solido e o restante da maquina de lida de magnésio. O corpo é bastante robusto mas sem áreas moldadas para as mãos.

Isso pode fazer com que a manipulação parece estranha e insegura, especialmente considerando que a Leica é a câmera mais pesada no grupo, cerca de 690 gramas, excluindo a lente.

O visor ótico incorpora linhas guias para mostrar o quanto você será capas de enquadrar. E o sistema rangefinder é muito bem implementado, mas levará tempo até você se acostumar.

Uma atualização chave na MP é que ele utiliza um CMOS em vez de um sensor de imagem CCD.

Desempenho
A Leica é capaz de linda qualidade de imagem, em ambos os modos RAW e JPEG.

No entanto, o ruído da imagem é mais visível do que nas câmeras concorrentes, especialmente em configurações de sensibilidade de ISO 1600 e acima.

câmera mirrorless

Exemplo de imagem da Leica MP

Características: 2/5
Construção / Manipulação: 4/5
Qualidade de Imagem: 4/5
Valor: 2/5
Média: 05/03

Melhor câmera mirrorless: Olympus OM-D E-M1

câmera mirrorless

Olympus OM-D EM1

O mais sofisticada da linha OM-D da Olympus de câmeras mirrorless, a E-M1 é uma das menores e mais leves modelos no teste.

Um pouco maior e mais pesada do que a Fujifilm X-T1, a E-M1 tem um sensor de imagem menor, mas a mesma contagem de pixels de 16.3MP.

A Olympus E-M1 possui um sistema de focagem automática híbrida com detecção de fase / contraste. A focagem automática está disponível na linha 3/4, bem como nas lentes 3/4 feitas pela Olympus e de outros fabricantes.

Outros destaques incluem um sistema de estabilização de cinco eixos para deslocamento do sensor, competindo diretamente com a câmera Sony A7 II.

Ele funciona bem para ambas as funções, fotos e vídeo, bem como dar uma visão estabilizada no visor eletrônico na tela LCD traseiro.

Uma grande vantagem desta concorrente é o fato dela ter uma tela com função tátil de alta resolução e inclinação. É bem legal poder atribuir pontos de focagem tocando direto na tela.

Apesar do tamanho pequeno a E-M1 é confortável graças a profunda saliência que permite segura-la com firmeza. A manipulação é reforçada por botões de acesso direto e mostradores, fornecendo atalhos para configurações.

Desempenho
Com medição consistente e precisa e foco automático é rápido. O sistema de balanço de branco automático tende a desviar-se para o lado quente especialmente sob luz solar direta.

câmera mirrorless

Exemplo de imagem da Olympus EM-1

Características: 4/5
Construção / Manipulação: 4/5
Qualidade de Imagem: 4/5
Valor: 4/5
Média: 05/04

Melhor câmera mirrorless: Panasonic Lumix GH4

câmera mirrorless

Panasonic Lumix GH4

Em comparação com as outras câmeras Micro Four Thirds, a GH4 parece maior e mais robusta.

O aumento da altura permite a montagem de um módulo de flash embutido, quanto ao peso a maior parte dele fica por conta da bateria. que é maior e por conta disto tem maior duração e pode tirar até 500 fotos antes de precisar recarregar.

Uma das coisas que poderiam ser melhorar é quanto ao auto foco que na GH4 não conta co sistema híbrido, conta apenas com a detecção de contraste.

Uma das melhorias em relação ao GH3, modelo mais antigo, é que a Panasonic GH4 captura de vídeo 4K.

A GH4 tem um visor transparente e de alta resolução eletrônico, e uma tela de LCD de alta resolução.

O GH4 é a única câmera neste grupo a apresentar articulação da tela inteira ao invés de apenas uma facilidade de inclinação.

Ela também conta com conectividade built-in Wi-Fi e NFC (Near Field Communication).

Desempenho
Uma coisa que não foi melhorada na GH4 é a contagem de pixels do sensor, que permanece em 16.1MP.

A qualidade da imagem é muito boa, mas às vezes que não mudou quase nada no nível de detalhes finos da imagem, em comparação a GH3. Mesmo assim ela trava uma boa batalha em ISO mais altos com sua concorrente E-M1.

câmera mirrorless

Exemplo de imagem da GH4

Características: 5/5
Construção / Manipulação: 4/5
Qualidade de Imagem: 4/5
Valor: 4/5
Média: 05/04

Melhor câmera mirrorless: Samsung NX1

câmera mirrorless

Samsung NX1

Como a Fujifilm X-T1, a NX1 Samsung é baseado em um sensor de imagem de formato APS-C, mas desta vez a contagem de megapixels é bem maior, 28.2MP, o maior valor no grupo.

Também é a maior câmera no grupo, embora ainda seja 40g mais leve que a Leica.

O design parece mais SLR high-end do que uma câmera mirrorless. Por exemplo, a Samsung é a única câmera do grupo que ostenta um visor LCD secundário para informações.

câmera mirrorless

Visão superior da Samsung NX1

Embaixo de sua carcaça um novo e poderoso processador ajuda a permitir uma taxa de burst rápido de até 15fps. Isso não é tarefa fácil, considerando o tamanho da imagem 28MP.

A gama de sensibilidade ISO nativo vai de 100-25,600, que pode ser impulsionado até 51200 quando expandido. Resolução de captura de vídeo é impressionante, se igualando aos 4K da Panasonic GH4.

Além disso inclui um sistema de focagem híbrido de fase / contraste, com tela inclinável e sensível ao toque.

Conta com conectividade de Wi-Fi, NFC além de um flash pop-up integrado. Tudo isto dentro de um corpo de liga de magnésio.

Todos os controles são muito bons dando acesso muito rápido e fácil as definições do sistema.

 

Desempenho
É meio raro vermos câmera mirrorless em fotografia de ação e esportes mas a Samsung Nx1 tem capacidade para cumprir este papel com maestria.

Há uma excelente retenção de detalhes finos também, com o ruído de imagem bem suprimida mesmo em configurações ISO elevadas.

câmera mirrorless

Exemplo da imagem da Nx1

Características: 5/5
Construção/ Manipulação: 4/5
Qualidade de Imagem: 5/5
Valor: 4/5
Média: 5/5

Melhor câmera mirrorless: Sony Alpha 7II

câmera mirrorless

Sony A7II

A Sony A7 II é menor do que o Micro Four Thirds Panasonic GH4, ainda conta um sensor full-frame.

Na verdade, é o mesmo sensor de 24.3MP CMOS que foi usado na A7 original, mas o Mark II acrescenta estabilização de deslocamento de sensor.

É a primeira câmera full-frame de recurso built-in de estabilização e neste grupo apenas ela e a Olympus E-M1, com seu pequeno sensor Micro Four Thirds, são capazes de tal estabilização.

Ambos apresentam avançado estabilização de cinco eixos dando um claro benefício ao anexar qualquer lente.

O A7 Mark II é confortável graças ao seu shape profundo para o polegar e os dedos. Os controles são abundantes e o menu de navegação é fácil, ajudado por um pad multi-modo, um seletor giratório facilita muito a vida.

câmera mirrorless

Visão traseira da Sony A7II

Ela tem conectividade NFC e Wi-Fi mas não conta com uma tele touch.

O sistema de focagem tem uma ótima capacidade de rastrear objetos em movimento

Isso faz com que o A7 Mark II mais adequado para a fotografia de ação, embora a taxa máxima 5fps parece um pouco baixa, quando comparada com a NX1.

Desempenho
A A7 Mark II proporciona excelente retenção de detalhes finos. E fotografando com a maquina na mão o estabilizador de imagem é uma enorme vantagem.

câmera mirrorless

Exemplo de imagem da Sony A7II

Características: 5/5
Construção / Manipulação: 5/5
Qualidade de Imagem: 4/5
Valor: 5/5
Média: 5/5

Melhor câmera mirrorless: O Veredicto

A construção compacta Sony A7 Mark II é palco de um sensor full-frame estabilizado que é o primeira do mundo para qualquer câmeras digitais.

A crescente gama de lentes compatíveis torná a ela uma alternativa séria para concorrer comas as SLRs full-frame.

A maior parte do mesmo vale para a Fujifilm X-T1, o que bate de frete com a concorrente acima em termo de peso e de qualidade de imagem mesmo sendo uma câmera de formato APS-C.

É uma decisão bem difícil entre estas duas mas a Sony se sai melhor se preferir a profundidade de campo mais apertada de um corpo full-frame.

O NX1 Samsung é outra câmera muito interessante no formato APS-C imita muito bem as SLRs  em seu tamanho e estilo. Com seu sensor de 28.2Mp ela com certeza será muito atraente para muitos. Mas mesmo com uma ótima construção, manipulação e qualidade de imagem ela fica em terceiro lugar.

Em quarto e quinto lugares ficam as duas câmeras Micro Four Thirds, a Panasonic GH4 e a Olympus E-M1.

A GH4 fica com a quarta posição apenas por seu visor totalmente articulado e a capacidade de filmar em 4k.

Última é a Leica que será uma que é uma câmera do tipo “ame-a ou odeia-a”

Linha de chegada.

1 Sony Alpha 7 Mark II
2 Fujifilm X-T1
3 Samsung NX1
4 Panasonic GH4
5 Olympus OM-D E-M1
6 Leica MP (TYP 240)

Assine nossa newsletter
Junte-se a milhares de assinantes e receba todas as atualizações em sua caixa de e-mail.
Não se preocupe, nós também odiamos spam.