Tudo que você precisa saber sobre arquivo Raw

Bom com este post começaremos a dar dicas sobre Photoshop, Lightroom e outras ferramentas de revelação, produção de por que não criação e finalização de imagens digitais, e nada melhor do que falar sobre o melhor formato para se usar em fotografia digital, o padrão de arquivo Raw.

Para aqueles que estão começando no mundo da fotografia digital e só conhece o tão querido e usado arquivo .Jpeg ou Jpg já fica a dica configure sua maquina, seja ela qual for, para fotografar em arquivos Raw, desde que sua maquina permita.

Primeiro coisa a se saber é que um arquivo Raw não é uma extensão de arquivos digitais e sim um formato, uma convenção entre as marcas, para negativos digitais. E ai você se pergunta.

Como assim negativos?

Sim, negativos digitais, quase sempre quando se fotografa com uma maquina DSLR você precisa revelar suas fotos, para que toda aquela emoção que você sentiu na hora de tira-las seja passada a quem vai aprecia-las.

Muitas pessoas devem estar se perguntando.

Revelar é igual a imprimir?

Não, revelar fotos digitais não é igual a imprimi-las. Revelar fotos digitais é se usar de ferramentas para mudar aspectos importantes que você quer que sejam vistos. Não é apenas apertar o botão da maquina e depois colocar suas fotos online, usando os processos certos de revelação seu trabalha irá te impressionar muitos mais do que você imagina, principalmente se você é iniciante em fotografia digital.

Antes de falarmos de vantagem e desvantagens deste padrão de arquivos vamos as extensões que ele são geralmente mostrados.

Você irá ver estas extensões de arquivo, dependendo da marca de sua maquina.

Além destas extensões também temos é claro as duas grandes marcas do mercado atual a Canon com seus formatos .crw e .cr2 e também a Nikon com suas extensões .nef e .nrw.

Como o próprio nome sugere um arquivo com padrão Raw, cru em inglês, são arquivos que ainda não estão prontos para serem impressos ou editado em editores de imagem da família do Paint por exemplo, eles carecem de um pouco mais de carinho. É propriamente um negativo digital pois o sensor da câmera armazena apenas as informações de luz que recebe, sem processar tais informações.

E logo após o processamento, que pode ser feito direto na câmera, ou em um programa de revelação, como por exemplo o Lightroom da Adobe, temos o arquivo positivo, este sim normalmente é o arquivo .jpeg ou .tiff.

Este lance de não processar o arquivo durante sua captura é uma das maiores vantagens de se fotografar em Raw, pois no processo de revelação você terá controle total sobre aspectos importantes de sua foto, como pro exemplo a exposição, além do fato de você não ter uma foto maquiada saindo direto de sua câmera, poderá mudar a luz, contraste, níveis de brancos e pretos de uma forma muito mais controlada.

Quando comparado com arquivos jpeg o arquivo Raw tem enorme vantagem quanto a qualidade da imagem e vale cada megabyte a mais gasto para fotografar em Raw. Sua dinâmica de cores e contraste e significativamente superior, mesmo quando comparado ao arquivos jpeg sem perda de qualidade.

tudo sobre arquivo raw

Arquivo Raw vs jpeg.

Na foto acima podemos ver que a definição da versão em jpeg é bem menos que a definição do arquivo raw.

tudo sobre arquivo raw

Raw vs jpeg

Já nesta outra foto a dinâmica do contraste fina mais aparente. Podemos notar que a versão do arquivo Raw tem cores muito mais suaves e com uma transição melhor entre elas.

Mas a maior vantagem em se fotografar em Raw é o processamento não destrutivo da imagem, pois todos as dados referentes aquela imagem ficam guardados e intactos junto com o arquivos original, da imagem, desta forma você pode criar quanto verões quiser de sua imagem, finalizando ela em .jpeg, por exemplo, sem destruir qualquer informação contida dentro de seu arquivo Raw.

Bom como nem tudo é azul na vida o padrão Raw para imagens digitais tem sim suas desvantagens, que para alguns casos pode fazer toda a diferença.

[adrotate banner=”5″]

A primeira delas e quase sem a que mais se reclama por ai é o fato do arquivo Raw ser muito maior em tamanho do que um .jpeg, esta diferença de tamanho pode girar entre 2 a 6 vezes, ou seja, você ocupará muito mais espaço em disco fotografando em raw.

Pra quem fotografa esporadicamente isto pode não ser assim problemas tão grande, afinal é só formatar o cartão antes de sair de casa, mas é para o fotografo que vai fazer um evento ou, e tem que tirar milhares de fotos para depois decidir qual ficou melhor? Neste caso sempre digo, haja cartão de memória hein!

Outro fato interessante sobre o arquivo Raw é que eles não são amplamente aceitos no mercado, como é o caso do .jpeg que roda em tudo que é lugar hoje em dia, para rodar um arquivo Raw seu computador precisa saber do que se trata. E como muitos fabricantes usam o que chamamos de extensões proprietárias, ou seja cada um tem a sua extensão, você certamente pode ficar louco se tiver câmeras de fabricantes diferentes para trabalho todos os dias.

A Adobe tomou uma iniciativa muito bacana na direção de facilitar este processo e criou a extensão .DNG que também respeita o padrão RAW. Algumas empresas estão adotando o .DNG como padrão em sua câmeras, o que torna a vida muita mais fácil.

Uma das etapas que podem ser chamadas de desvantagem é a necessidade de utilização de software de finalização ou revelação deste arquivo Raw.

Para muitos este processo adicional de ter que transferir as imagens ao computador  para ai sim ver se as mesmas ficaram realmente boas, para depois acertar tudo que precisa ser feito na foto, pode ser tornar muito massante.

Por outro lado pense que durante todo este processo você esta no controle, e isto é uma das grande vantagem do arquivo Raw, você pode levar a foto para onde quiser. E não apenas deixando a cargo da maquina escolher o que melhor ou pior para aquela foto ou aquele momento.

Softwares

Hoje existem inúmeros programas para processar arquivos Raw, alguns com maior poder de processamento da imagens, outros trabalham apenas com simples visualizadores destas imagens.

O mais famoso e usado hoje é o Lightroom da Adobe, que é uma ferramenta incrível para revelação de seus negativos digitais. Neste programa é possível fazer praticamente tudo com seu arquivo raw, redimensionar, girar, mudar contraste, mudar balanço de branco e muito mais. Particularmente este é minha ferramenta preferida para revelação dos arquivos Raw.

A Apple recentemente colocou no mercado uma ferramenta muito legal para manipulação de arquivos Raw que é o Iphoto 5 uma aplicativo bem bacana, mas se você quiser recursos profissionais o Aperture também distribuído pela marca.

Para Windows temos uma coleção de codecs que permitem a visualização do arquivo Raw direto no visualizados de imagens.

Existem também os programas proprietários, distribuídos pelas fabricantes de máquinas, muitos deles contanto com todos os recursos necessários para revelação de negativos digitais.

A Nikon tem em seu site uma suite completa de programas para visualização e finalização de arquivos Raw, como pro exemplo o ViewNX 2.

Assim como a Canon que mantém uma lista completa de opções para edição profissional de seus arquivos Raw em seu site, basta colocar o modele de sua câmera e baixas drivers e programas necessários.

E para quem não quer gastar dinheiro com um programa como Lightroom também temos uma lista bem legal de programas com código aberto, ou aplicativos grátis.

Darktable para Linux é uma das opções mais completas do mercado para quem usa o sistema de Linus!

O LightZone é um opção completa e disponíveis para os os 3 maiores sistemas operacionais.

Existem muitos outros programas quer podem ser usados com pro exemplo o Camera Raw, que é um addon para Photoshop, que tem grande poder te processamento de manipulação de arquivos Raw.

Bom acredito que tudo escrito aqui já cubra o que um ser humano normal deve ser preocupar em relação a um arquivo Raw! Na próxima darei uma breve introdução sobre o Lightroom para que possamos além de fotografar revelar nossas fotos da mesma forma que fazem os profissionais.

E você fotografa em Raw ou jpeg? Deixe seu comentário!

Assine nossa newsletter
Junte-se a milhares de assinantes e receba todas as atualizações em sua caixa de e-mail.
Não se preocupe, nós também odiamos spam.