Masterclass com Annie Leibovitz. Não é o que você imagina.

Final de semana sem fazer nada igual a Masterclass com Annie Leibovitz.

É sabido que com a pratica vem a perfeição, então praticar fotografia é uma obrigação para qualquer um que quer ser um fotografo sério.

Mas mesmo que você tenha anos de experiência sempre vai existir alguma coisa que você não sabe, e que não tem total compreensão de como funciona, então estudar é preciso.

No fim de semana passado me deparei com a oportunidade de estudar mais um pouco, oportunidades estas que quando dependem de grana são poucos então a gente não pode deixar passar.

Passeando pela internet acabei achando um curso de uma das minha fotografas prediletas,
Annie Leibovitze pensei bom talvez seja a hora de estudar um pouco mais.

Masterclass com Annie Leibovitz. Não é o que você imagina.

Annie Leibovitz

Me registrei no site paguei a o registro e já fui direto para a sessão onde poderia assistir os vídeos.

O começo

Com um nome bem sugestivo, ANNIE LEIBOVITZ TEACHES PHOTOGRAPHY, achei que ela falaria sobre um monte de coisas relacionadas sobre fotografia, e não foi bem assim. 

No começo do conteúdo você se depara com uma pessoa extremamente apaixonada pelo que faz e por tudo envolvido neste quesito.

Isto é uma coisa que eu geralmente não vejo hoje em dia na maioria dos profissionais, independente da área, a maioria deles estão muito mais ligados em números de seguidores ou quantidade de dinheiro que esta entrando no caixa.

E isto é tudo que você não vai ver neste “curso” da Annie, pois em nenhum momento ela vai citar a palavra dinheiro e seguidores.

O primeiro capítulo é muito legal, você se depara com uma pessoa falando sobre ela e sobre as experiências dela no ramo onde você quer ganhar a vida ai você se toca de uma coisa, preciso estudar mais.

Quando digo preciso estudo mais não estou falando em como é importante saber usar sua câmera ou como é importante entender sobre assuntos mais complexos como iluminação por exemplo.

Quando falo em estudo mais digo isto no sentido, particularmente para mim, preciso observar mais, assistir mais, analisar mais.

Masterclass com Annie Leibovitz. Não é o que você imagina.

Foto por Annie Leibovitz

Não apenas as coisas que estão ao meu redor, mais também coisas que eu fiz no passado e criar uma analise auto critica do meu trabalho.

O meio

Ok, segui assistindo o que ela tinha para falar e quanto mais eu assistia mais achava duas coisas:

  1. Ela não esta falando em como fazer isto ou aquilo
  2. Eu quero ver o que acontece depois. 

Estas duas coisas ficaram na minha cabeça durante algum tempo, afinal já vi um monte de aulas em vídeo onde o professor quer te dar tudo mastigado pra você não ter trabalho.

O que definitivamente não é o caso desta MasterClass da Annie.

Quanto mais eu via o que ela tinha para falar menos eu estava ligado em coisas como qual é melhor câmera ou lente para isto ou qual é o ISO máximo de determinada câmera.

E cada vez mais era puxado para um lado da fotografia que eu estava negligenciando, a observação.

E ai o negocio começou a me puxar pelos cabelos, por que diabos eu não vi isto antes, aqui antes da metade do conteúdo da aula eu já tinha algumas de minha respostas.

O trabalho de Annie sempre me chamou a atenção e sempre tive extrema curiosidade em saber como ela lidava com certas coisas e situações, minhas questões eram até de certa forma técnicas.

E todas estas questões foram respondidas, não dá forma que eu esperava, mas foram respondidas.

Masterclass com Annie Leibovitz. Não é o que você imagina.

Keith Richards por Annie Leibovitz

O final

E lá estava eu a 2 horas sentado em frente a tela do computador e com mais cerca de 2 horas por vir, para uma pessoa ansiosa como sou isto já era de certa forma uma vitoria.

Pensando no que mais ela teria para me falar continuei firme e forte assistindo o que agora chamo de documentário sobre fotografia e não apenas uma vídeo aula.

De certa forma foi como encontrar o Gandalf e toda sua sabedoria, e ao mesmo tempo ele me disse que eu tenho que encontrar o meu caminho.

Pra muitos isto poderia parecer um anticlimax absurdo, mas tudo depende de como você absorve o que estão te falando.

E ao final na maratona acabo realizando que fiquei mais de 3 horas ouvindo sobre fotografia, falando sobre fotografia, pois a cada parada eu ia comentar com minha mulher sobre o que eu estava vendo, e fazendo exatamente o que me faltava, observando.

Talvez a coisa mais difícil em todo processo de aprendizagem será identificar as próprias dificuldade e saber contorna-las. É por isto que estudar sempre é preciso.

Masterclass com Annie Leibovitz. Não é o que você imagina.

Sempre  estive ligado a algum tipo de arte durante a minha vida e durante todas minhas passagem pelos mais variados assuntos sempre tive aquela ansia  por ser bom no que estava fazendo logo.

E finalmente depois de 3 décadas na minha entendo que ser bom em alguma coisa vem com treino, observação e quebrar suas propinas barreiras.

E definitivamente este material que Annie colocou online, para que quiser ver e puder pagar, valeu muito a pena para este tipo de auto conhecimento.

E agora?

A conclusão da historia é:

Não fique travado no seu mundo e em quanto você sabe sobre algum assunto, alguém por ai sempre vai ter algo de novo para te mostrar.

Vale sempre a pena estudar, e quando falo de artes visuais quase tudo é material de estudos. Desenhos, filmes, livros, fotos, pinturas. Tudo isto vale a pena ser observado.

Pra quem quiser ter a experiência de ser exposto ao pensamento de uma grande fotografa vale a pena o investimento no curso da Annie, que vocês vão achar aqui

E como sempre quem tiver alguma sugestão só deixar ai nos comentários.